25 de setembro de 2013

João de Meira, 1881-1913 - (2)

João de Meira

É possível que já alguém o tenha notado: João de Meira é, a seguir a Francisco Martins Sarmento, o vimaranense que mais, e há mais tempo, admiro. Admiro a sua inteligência, a sua erudição, a finura e a plasticidade sua escrita, a sua irreverência, o seu sentido de humor. Admiro-o como o historiador conhecedor e perspicaz que lançou um olhar lúcido sobre as velhas monografias históricas e, apenas com alguns parágrafos, questionou e desmontou alguns dos mitos vimaranenses mais entranhados na memória colectiva da cidade. Admiro-o pelo seu desprendimento: tendo tudo para ter sido, por mérito próprio, um dos mais notáveis poetas da sua geração, comprazia-se em produzir “imitações autênticas” de outros escritores, cujos modos de escrever reproduzia com uma facilidade impressionante.
Não tivesse desaparecido aos 32 anos, sem ter tido tempo para cumprir a maior parte daquilo que prometia, João de Meira seria hoje uma referência incontornável da cultura portuguesa da primeira metade do século XX.
João de Meira tem passado frequentemente pelas Memórias de Araduca. Como contributo para a evocação que se impõe da sua personalidade e da sua obra, aqui fica, no dia em que passa o centenário da sua morte, um índice de textos aqui publicados que têm João de Meira como autor ou como assunto. Se outro mérito não tiver, será um contributo para o conhecimento da personalidade complexa de João Monteiro de Meira.

(Para ler os textos, basta tocar nos respectivos títulos)

Destruir, por João de Meira

História e senso crítico, segundo João de Meira

Os nomes de Guimarães: Araduca

Os nomes de Guimarães: Apolónia

Os nomes de Guimarães: Célia

Os nomes de Guimarães: Latita

Os nomes de Guimarães: Cidade de Santa Maria

Os nomes de Guimarães: Leobriga, Columbina e... Guimarães

Os nomes de Guimarães: Vila Velha do Castelo de Guimarães

Do nascimento de Afonso Henriques

João de Meira, escritor-fingidor (1)

João de Meira, escritor-fingidor (2)

João de Meira, escritor-fingidor (3)

João de Meira, escritor-fingidor (4)

João de Meira, escritor-fingidor (5)

João de Meira, escritor-fingidor (6)

João de Meira, escritor-fingidor (7)

João de Meira, escritor-fingidor (8)

João de Meira, escritor-fingidor (9)

João de Meira, escritor-fingidor (10)

João de Meira, escritor-fingidor (11)

João de Meira, escritor-fingidor (12)

João de Meira, escritor-fingidor (13)

João de Meira, escritor-fingidor (14)

Nicolinas

Do nascimento de Afonso Henriques: a espuma da polémica

Isto não vai com cometas…

A servidão de Cunha e Ruilhe (7)

Canícula

Das Nicolinas (1)

Sobre a cultura em Guimarães

O Terreiro das Claras (3)

Quando João de Meira olhou o rosto de Sarmento pela última vez

João de Meira, por Eduardo de Almeida

João de Meira, poeta

Contraste, poema do nicolino João de Meira

Um poema de João de Meira a Martins Sarmento

Os estudantes de Guimarães e o teatro

A opinião de João de Meira sobre as festas a S. Nicolau no ano de 1901

Efeméride do dia: Os Anais do Município de Guimarães

A "linha" de um jornal, segundo João de Meira (aliás, segundo Brito Aranha)

Pregões a S. Nicolau (56): 1903

Pregões a S. Nicolau (57): 1904

Pregões a S. Nicolau (58): 1905

Pregões a S. Nicolau (68): 1914

Pregões a S. Nicolau (73): 1921

Pregões a S. Nicolau (85): 1933

Pregões a S. Nicolau (92): 1941

Efeméride do dia: Francisco Martins Sarmento (III)

Frei Domingos Pedreira, por João de Meira

Prantos de um cigarro High-Life

25 de Setembro de 1913, o dia em que se apagou uma estrela

João de Meira, 1881-1913 - (1)

 

Partilhar:

0 comentários: