24 de fevereiro de 2011

pasmado e duvidoso do que vi, m’espanto às vezes, outras m’avergonho*



A Capital Europeia da Cultura lá vai ganhando notoriedade. Infelizmente, quase sempre pelas más  razões. Se a ideia fosse demolir a boa imagem de Guimarães, construída ao longo de tantos anos, dificilmente se faria melhor. Cansados de verem a sua cidade nas bocas do mundo por razões que antes não eram costume, as gentes de Guimarães continuam, com insuspeitada paciência, à espera de notícias positivas.


*Sá de Miranda (1481-1558), soneto Quando eu, Senhora...
Partilhar:

2 comentários:

Anónimo disse...

Tu é que frequentas lugares de gente de má fama e muito proveito.
C

aan disse...

Não faço ideia de que lugares possa ter a fama de frequentar. Apenas sei dos que frequento. E nenhum me pesa na consciência.