19 de dezembro de 2010

Para a história do Teatro Jordão (2)

 
Bernardino Jordão


[continua daqui]

Quando se preparava a inauguração do Teatro Jordão, a Banda dos Bombeiros Voluntários ensaiava o Hino Jordão, composto por Silva Paranhos, professor de música, com letra de Delfim de Guimarães. Destinava-se a ser executado a uma só voz, pelo Orfeão de Guimarães, com acompanhamento da Banda. A letra era a seguinte:

Hino Jordão

Ó Guimarães, ao teu filho adoptivo,
Que dentro d'alma temos como irmão,
Abraça-o ao teu peito forte, altivo,
E dá-lhe, ó nossa mãe, teu coração!
Ó terra, ó nosso mãe, Senhora Pura
Da nossa Santa Pátria e Devoção,
Que seja no teu seio, à tua altura,
O teu filho querido, o teu Jordão!

Coro
Arriba! Arriba! o nosso peito,
Arriba! Arriba! E sempre grato
A quem ergueu soberbo Feito,
Obra imortal - o teu teatro!

Terra que tens, no alto a linda Penha,
Nosso Monte soberbo e sem igual:
Que a tua alma nos mostre e sempre tenha,
Terra de nossas Mães, de Portugal,
No teu ardente sol, esplendoroso,
Toda a alta beleza e gratidão
Do filho teu amado e generoso,
Do nosso sempre grato e nobre irmão!

Coro
Arriba! Arriba! etc.

Partilhar:

0 comentários: