6 de junho de 2010

O Campo da Feira, segundo George Vivian


Em 1839, foi publicada em Londres a obra Scenery of Portugal and Spain, com litografias feitas a partir de desenhos de George Vivian por L. Haghe. Vivian (1798-1863), pintor e desenhador inglês, havia viajado, provavelmente na década de 1830, por Espanha e Portugal, desenhando paisagens de diferentes cidades. Como era usual entre os viajantes do período romântico, publicou as suas impressões de viagem numa obra que incluía 33 litografias gravadas a partir dos seus desenhos. A imagem que está abaixo, representando uma vista do Campo da Feira, em Guimarães, foi republicada em 1985 no volume Guimarães, do Passado e do Presente, organizado por Joaquim Fernandes:


(Clicar na imagem para ampliar)
 
A gravura seguinte foi publicada no periódico O panorama: jornal literário e instrutivo da Sociedade Propagadora dos Conhecimentos Úteis, de 26 de Junho de 1841, p. 201:

(Clicar na imagem para ampliar)
 
Note-se que esta gravura, aparentemente elaborada a partir da anterior (aparece assinada por Pereira e Coelho, o que indica que foi desenhada por António Joaquim Gonçalves Pereira e gravada por José Maria Baptista Coelho), é bastante mais rigorosa quanto aos pormenores, permitindo ver mais claramente que, à época, a Igreja dos Santos Passos ainda não estava dotada das duas torres laterais que actualmente a encimam.

Conhece-se uma outra gravura feita a partir dos desenhos de George Vivian, que mostra o Padrão da Praça da Oliveira, que também saiu originalmente na a obra Scenery of Portugal and Spain, e que foi publicada em 1928, no volume O Labor da Grei (organizado por Francisco Martins e alusivo à Exposição Industrial e Agrícola de 1923):

(Clicar na imagem para ampliar)

Note-se que há um erro na indicação da data desta gravura, tal como sucede na do Campo da Feira publicada no volume Guimarães, do Passado e do Presente: em ambos os casos, aparece o ano de 1820, quando o livro Scenery of Portugal and Spain apenas saiu em 1839.


Partilhar:

0 comentários: