A primeira ligação telefónica de Santos (Brasil) para Portugal (Guimarães)



Caricatura publicitária da firma The Anglo Portugues Telephone C.º Lda (cortesia de Nuno Saavedra)


A rede telefónica de Guimarães foi inaugurada com pompa e circunstância pelo Presidente da República Óscar Carmona no dia 4 de Abril de 1929. Operava a partir da estação telégrafo-postal, instalada na casa que pertenceu a Joaquim de Queirós (Minotes) na rua 31 de Janeiro (actual Santo António). A inauguração aconteceu com a cidade em festa, com as ruas engalanadas, fogo de artifício e marcha milanesa.
A Rua da República (actual Rua da Rainha) engalanada, aquando da visita presidencial que a rede telefónica de Guimarães (foto da Ilustração
Mas o telefone tardaria a entrar no quotidiano dos vimaranenses, por falta de utilizadores. Por aqueles dias, cada novo telefone instalado era notícia. Na década seguinte, quando os números de telefone de Guimarães tinham apenas um, dois ou três algarismos, ainda era um meio de comunicação quase exclusivo de empresas industriais e casas comerciais. Até porque as chamadas, especialmente as de longa distância, eram muito caras.
Vem isto a propósito de uma notícia que o meu amigo Nuno Saavedra encontrou num periódico do Rio de Janeiro, o Sino Azul, edição n.º 87, de Março de 1935, anunciando que no dia 11 daquele mês se tinha estabelecido a primeira ligação radiotelefónica de Santos (S. Paulo) para Portugal, onde se reproduz uma local do jornal Gazeta, de Santos, de 12 de Março, onde anunciava:


Uma Ligação Telefónica entre Santos e Guimarães, em Portugal.
Estamos no século do progresso. As distâncias hoje já não preocupam a humanidade.
Elas se vencem facilmente. O aeroplano e o zeppelin resolveram o problema. Mas aqueles que não desejam viajar para tratar de qualquer assumpto de relevante importância têm à mão o telefone. É mais rápido e mais prático.
Hoje em dia se resolvem através da radiotelefonia quaisquer negócios com as praças europeias.
Ainda ontem a firma Martins, Pimenta & Cia., desta praça, desejando resolver um assunto comercial, obteve uma ligação telefónica com o seu sócio comanditário, Sr. Martins, que está residindo em Portugal, na cidade de Guimarães, tendo assim solucionado os seus interesses.
É a primeira ligação que se faz de Santos para Portugal e com excelentes resultados, tendo pago a referida firma 646$000, pois que a taxa de chamada custa 46$000 pagando-se 200$000 por cada minuto.
É caro, não resta dúvida, mas é prático e útil.
Era o progresso a anunciar-se de viva voz.
[Com Nuno Saavedra]

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.