Os ícones também se abatem.


Era uma imagem icónica no Toural, a palmeira que espreitava a praça por entre o casario que, quando cresceu, a respeitou e não lhe tapou as vistas. Já não a veremos mais. Foi mandada abater por quem faz juras de paixão e eterno amor ao verde, ao mesmo tempo que esconde as mãos com os dedos cruzados em figas.

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.