Avançar para o conteúdo principal

Da beleza das mulheres de Guimarães (bis)

Retrato de mulher de Guimarães (cliché de Francisco Martins Sarmento)

Da fama da proverbial beleza das mulheres do Minho de que falam diversos autores do século XIX já tínhamos falado antes. É uma ideia recorrente na literatura do século XIX, inclusive na literatura científica. Aqui fica mais um trecho da obra que um professor de medicina de Paris dedicou à História Natural do Género Humano onde se fala da beleza das mulheres em geral e das de Guimarães em particular:

Ainda que devamos considerar o sexo feminino derramado sobre a terra como dividido em iguais castas que o homem, não deixámos de ver suma variedade na formosura das mulheres. No Norte são, geralmente, mais loiras que os homens e a sua brancura de neve às vezes degenera em frieza. Todas as mulheres meridionais são morenas, mais ou menos graciosas, mas o sexo mais formoso da terra habita nas regiões temperadas da Europa e da Ásia. As espanholas mais bonitas encontram-se, segundo dizem, na Andaluzia e as portuguesas mais belas na vila de Guimarães.

História Natural do Género Humano, por J. J. Virey, doutor em medicina pela Faculdade de Paris, (edição espanhola), tomo I, Barcelona, 1835, p. 186. 

Comentários