Avançar para o conteúdo principal

Natal é quando um homem quiser...


Antigamente, da minha janela via as horas no relógio da torre da igreja do Toural.

Agora, vejo uma árvore de Natal malparida.

Já se sabia haver por aí há quem confundisse residências artísticas com residências para artistas. Agora, percebemos também que há quem confunda iluminação de monumentos com iluminações nos monumentos.

Ah! Guimarães! Guimarães! Já se antevê o dia em que acrescentarás ao imenso rol dos teus títulos a dignidade de Capital Europeia das Luminárias.

Comentários