7 de maio de 2013

O octógono

o octógono da Praça D. Afonso Henriques (actual Alameda), numa fotografia de c. 1910.


Lemos no pregão escrito por Jerónimo de Almeida para as Nicolinas de 1907 (o tal que não foi recitado):

Fica a perder de vista o octógono arcaico,
Que há-de ter brevemente um passeio a mosaico,
Para perpetuar-se ao centro, sobranceiro,
O mastro mais gigante, o nosso bom pinheiro.

E no pregão de 1908, de Delfim Guimarães:

Vai-se acabar, enfim, o octógono zarolha!!
No centro é erigida a estátua da Bolha!!!...

O ajardinamento daquele espaço estaria concluído em meados do ano seguinte. O Comércio de Guimarães de 18 de Maio de 1909, diria que "mete bom efeito e o seu ajardinamento obedece a uma boa orientação".
O octógono é o que se pode ver na fotografia que vai acima.
Partilhar:

0 comentários: