22 de abril de 2013

As poesias de António Lobo de Carvalho (1)


Iniciamos hoje neste espaço a publicação da obra completa conhecida do poeta da língua farpada António Lobo de Carvalho (Guimarães, 1732 – Lisboa, 1787).
Poeta de Guimarães, pelo nascimento, António Lobo de Carvalho produziu uma obra que ocupa um espaço ímpar na poesia em língua portuguesa. Segundo Natália Correia, “o lirismo negro português é-lhe credor das melhores páginas do género que se não desbrilham quando confrontadas com a de Bocage”.
Composta por poesias de carácter satírico, com manifestas inclinações eróticas e burlescas, mas de onde estão ausentes páginas de sátira política, a sua obra foi publicada dispersamente e há muito que se encontra praticamente inacessível.
Em cada dia dos próximos meses, iremos colocar aqui um poema daquele a quem Camilo classificou de ave rara.

Boas festas do Natal ao Il.mo D. Gastão José da Câmara Coutinho.


Que festas se hão-de dar, Gastão amado,
Por baixo de água, que onde quer faz poça,
Sem botas, sem gabão de saragoça,
Chapéu que suba e desça acabanado?

Que aflito saltará taful rafado
Pegajosos montões de lama grossa,
Da rua vendo a mesa onde se almoça
Biscoito leve em ponche carregado?

Se há tal, que ao Isidro oferece os calções de anta,
E por não ter vintém cheira os espetos,
Lava os dentes à vista, e diz que janta!

Assim sou eu, assim serão meus netos:
Que mais vale, senhor, na festa santa
Desmanchar porcos, que fazer sonetos.


Gastão José da Câmara Coutinho, a quem este soneto é dirigido, nasceu em 1722. Fidalgo, detinha, entre outros títulos, o de senhor das Ilhas Desertas, senhor da Casa da Torre e morgado de Punhete. Este soneto tem uma intenção recorrente na obra de António Lobo de Carvalho, poeta que vivia atormentado pelas urgências terrenas engendradas pela falta de dinheiro. O fidalgo a quem se dirige, e a quem se dirigirá mais vezes, contava-se entre os seus protectores, cujos favores o Lobo agradecia com sonetos. Neste caso, estará a pedir o usual:  jantares e roupa nova.

Partilhar:

0 comentários: