22 de março de 2013

Escritores vimaranenses (45): Padre Joaquim José Leite


P. JOAQUIM JOSÉ LEITE, Presbítero da Congregação da Missão, e Superior no colégio de S. José das Missões em Macau.— Nasceu em Portugal, ao que parece na cidade de Coimbra, ou nas suas proximidades, e passando à China na qualidade de Mestre do Seminário, quando este foi erecto pela rainha D. Maria I, lá passou o resto de sua longa vida. Foi nomeado superior do colégio em 1808. Foi Membro da Sociedade Asiática-Britânica, e Cavaleiro da Ordem de N. S. da Conceição de Vila Viçosa, etc— Morreu com 91 anos a 23 de Junho de 1853. — Dizem que fora dotado de grandes virtudes e versado nas ciências e artes.
Vej. a Oração fúnebre que por sua morte recitou no referido colégio a 26 de Junho, dia seguinte ao do falecimento, o cónego da sé de Macau António José Victor, seu discípulo. — Impressa em Cantão, na Typ. Armenia 1853. 8.º de 13 pág. (sem o nome do autor.) — E.
Lustina, ou Luso-latina, isto é, Gramática portugueza e latina, a que acede Mytologia e versificação portugueza. Lisboa, na Typ. de José Baptista Morando 1843. 4.º — Depois das Advertências preliminares que ocupam até pág. X, segue-se a Gramática (portugueza) com um Apendis sobre Ortografia, o que tudo finda a pág. 60. Depois vem com numeração nova de pag. 1 a 56 a Gramática Latina: e finalmente, sob terceira série, de pág. 1 a 45, a Mytologia, que termina com um tratado de Versificacão portugueza.— Sem o nome do autor.
É muito para notar o sistema ortográfico que o P. Leite adoptara, e de que nos deu um espécimen nesta sua obra. Este sistema funda-se na pronúncia, mas por modo mui diferente de todos os outros que têm aparecido entre nós, fundamentados sobre a mesma base. Oferece esquisitices admiráveis, e o autor levou neste ponto a barra adiante de todos os seus predecessores.
Creio que este livro é muito raro em Portugal, porque a edição toda foi, segundo julgo, mandada para Macau. Pelo menos só me lembro de ter visto o exemplar que há tempo adquiri, por compra que fiz de outros livros, e sei da existência de outro em poder do sr. abade Castro. Dos seguintes opúsculos me deu notícia o sr. C. J. Caldeira, que diz possuir exemplares de todos eles; mas apesar da deferência com que se prestou a mostrarmos, não tive até agora oportunidade para os ver.
Historia Sancta, etc Lisboa
Cartilha Macaense. Lisboa, Imp. Nacional 1850. Duas folhas de impressão.
Compêndio da doutrina christã. Ibi, na mesma Imp. 1850. De 7 e um quarto folhas de impressão. É dividido em duas partes. Parece que em todas estas obras predomina o mesmo sistema de ortografia, que o autor usara na Lustina.
Dicionário Bibliográfico Português, de Inocêncio Francisco da Silva, continuado e ampliado por Pedro V. de Brito Aranha, Tomo IV, Imprensa Nacional, p. 104

P. JOAQUIM JOSÉ LEITE (v. Dicc, tomo IV, pag. 104).
Nascera em Vila Nova das Infantes, termo de Guimarães, a 16 de Setembro de 1764. Entrou na congregação da missão a 27 de outubro de 1781. Foi nomeado superior do colégio de S. José das Missões em Macau, em 1801, e não em 1808, como saiu. — Morreu a 25 (e não a 23) de Junho de 1853.
Além do que fica mencionado, tem mais:
Historia sañta por perguntas e repostas, seguida do resumo da vida de Jesu Cristo, terminado por um apendis às épocas. 2.ª edição correcta e annotada. Lisboa, na tjp. da viúva Coelho & C.ª, 1847. 8.º gr. de 22 pág. — Sem o nome do autor.
Cõpendio da sãta doutrina e exercicio cristão, cõfissão, comunhão, oração mental, Idulgencias, etc. Ibi, na imp. Nacional, 1850. 8.º de 159 pág. — Sem o nome do autor e conforme a sua ortografia.
Modo de aprender a ler em poucos dias. ibi, na mesma imp., 1852. 8.º de 27 pág. — Sem o nome do autor. Inocêncio possuía um exemplar deste folheto, do qual diz : — “É notável pela ortografia em que é escrito, em que há até a introdução de letras novas de invenção do padre Leite! É uma aplicação de princípios estabelecidos na Lustiana. É quae como a Arte de ler do padre Mena”.
Na lin. 41 da pág. cit. 104, em vez de : que fiz de outros livros, leia-se: fiz dele com outros, etc.
Dicionário Bibliográfico Português, de Inocêncio Francisco da Silva, continuado e ampliado por Pedro V. de Brito Aranha, Tomo XII, Imprensa Nacional, pp. 84-85
Partilhar:

0 comentários: