23 de junho de 2011

Apontamentos sobre o feriado municipal de Guimarães (1)

Figuras vicentinas
A possibilidade da criação de feriados municipais foi instituída por um dos primeiros decretos da República portuguesa, publicado em 12 de Outubro de 1910. Essa faculdade seria utilizada em Guimarães no início de 1913, por proposta de Mariano Felgueiras, aprovada pela Comissão Administrativa da Câmara Municipal no dia 15 de Janeiro, que aqui se transcreve:

8 de Junho, feriado camarário
Considerando que a cidade de Guimarães justamente se orgulha de ser a terra onde nasceu Gil Vicente, o insigne poeta dos Autos;
Considerando que foi em 8 de Junho de 1502 que Gil Vicente recitou, pela vez primeira, o Monólogo de um Vaqueiro, fundando assim o Teatro Português;
Considerando que tal acontecimento, devendo ser condignamente comemorado em todo o país, muito mais o deve ser no concelho de Guimarães, por ter sido um vimaranense o glorioso iniciador do Teatro Nacional;
Considerando que as Câmaras Municipais podem, pelo decreto com força de lei de 12 de Outubro de 1910, considerar feriado um dia por ano;
Considerando que neste concelho não há dia de festa tradicional e característica do Município que mereça ser considerado feriado;
Proponho que a Municipalidade de Guimarães considere feriado, dentro da área do concelho, o dia 8 de Junho de cada ano, por nesse dia passar o aniversário da fundação do teatro português pelo vimaranense Gil Vicente.
Mais proponho que, sendo aprovada esta proposta, se publique por meio de editais para conhecimento de todos os interessados.

O dia 8 de Junho seria assinalado, como feriado municipal de Guimarães,  até 1951.
[continua aqui]
Partilhar:

0 comentários: