24 de maio de 2011

Má onda


O problema não são as notícias, mas os factos que estão por trás delas. Não adianta tentar suprimir a mensagem, nem fazer tiro ao alvo ao mensageiro. É urgente acabar com a razão de ser destas notícias, que ameaçam envenenar irreversivelmente um tempo que devia ser de celebração colectiva. Estamos cansados. Já basta.
Partilhar:

7 comentários:

Anónimo disse...

Estes logotipos- o de hoje e o de ontem - deviam ser aproveitados para início de um movimento de contestação.Não basta deixar as nossas mágoas neste blog, esta é a altura de fazer alguma coisa com mais visibilidade.Será que ninguém ouve? Sr. Presicente da Câmara está à espera de quê?Ainda tem dúvidas que a CEC está a saque?A tal recuperação económica que Guimarães ia sentir?Ainda ontem a FCG contratualizou mais uma série de serviços milionários(consultar o site da Base)e todos a empresas do Porto e Lisboa.Então e o tal ninho de industrias criativaa que iam catapultar Guimarães?É tudo mentira?Somos todos parvos?
Já chega!Se não vão agora embora, vamos aguentá-las até 2015!Será que os vimaranenses merecem isto?

Anónimo disse...

Boa ideia, a de aproveitar os logotipos, e já que não se dá pela presença da CEC, que tal fazermos t-shirts, cartazes, pinturas e outros?
Onde andam os da Capital é nossa?Vamos pôr a imaginação a trabalhar e começar a espalhar cor por esta cidade!Pode ser que as senhoras não aguentem e se ponham a andar por iniciativa própria, já que não há ninguém com coragem suficiente para as colocar na linha!

Pedro disse...

A propósito do Carlos Martins podemos ler isto num comentário do blog "De Guimarães", é verdade?

"Isto é engraçado. Um gajo sai da FCG, diz que sai por incompatibilidades e passa a ser herói na blogesfera. Alguém que andou desde 2009 a mamar, há muito que já não fazia nada e hoje pode ler-se no JN que vai regressar à empresa da qual era gerente e que deixou por uma questão de ética e exclusividade. Mas agora regressa à Opium empresa à qual adjudicou projectos de milhares de euros. Mais um caso de polícia, de alguém que quer passar por vítima e é trafulha como os outros. Vergonha... PJ na FCG já!!!"

abraço

casimirosilva disse...

"O problema não são as notícias, mas os factos que estão por trás delas. Não adianta tentar suprimir a mensagem, nem fazer tiro ao alvo ao mensageiro".
Subscrevo em absoluto esta afirmação. Há notícias e noticias. E Há quem nada faça para evitar notícias. É grave. Muito grave. E o pior é que à ausência se responde com ausência.

E o Dr. Magalhães fica a ver? disse...

Escrevem os candidatos a deputados de Guimarães pelo PSD, depois de serem recebidos na Fundação Cidade de Guimarães:

"A Direcção da Fundação garantiu-nos que a saída do Dr. Carlos Martins foi devidamente acautelada e que não se fará a sua substituição, pois reforçaram a sua equipa e a coordenação ficará a cargo do Vogal da Direcção Prof. Serra."

Fiquei ainda mais apreensivo do qeu aquilo que já andava. Reforçaram a equipa? Com que reforços? Foram buscar um chinês, para garantirem charters de chinocas para verem as maravilhas da CEC que andam a preparar para nós e fazerem número para o milhão e meio de visitantes que dizem que vêm a Guimarães em 2012?

E o prof. Serra é que vai ficar com o pelouro do Dr. Martins? Genial. O hjomem não dá conta da área do Pensamento e agora vai cobrir tosas as áreas? Não está mal pensado, não, minhas senhoras...

Isto é que vai um fandango!

P. Mendes

Ana C. disse...

Cristina Azevedo dixit:
"Se não houver sintonia entre a Fundação e a Câmara, a Câmara é fundadora da Fundação e, portanto, tem obviamente que tomar as devidas medidas, sendo que não é possível fazer este projecto se não houver uma forte sintonia, não é possível, pura e simplesmente."
É manifesta e evidente a falta de sintonia entre a Câmara e Fundação da Dra. Cristina Azevedo. Resta saber quanto tempo mais a Câmara esperará para "tomar as devidas medidas".

Ana C. disse...

Leio, no jornal Notícias de Guimarães desta semana, que afirmou que: “ou mentiram à presidente da Fundação ou mentiram-me a mim”. Esta história é muito estranha. Será que me pode esclarecer a sua afirmação ou está sujeito a obrigação de sigilo?