Avançar para o conteúdo principal

Termos de Guimarães no 'Novo Dicionário de Cândido de Figueiredo'



Cândido de Figueiredo

Em 1899, Cândido de Figueiredo (1846-1925), publicou a primeira edição do seu Novo Dicionário da Língua Portuguesa, que depois teria inúmeras actualizações. Da edição de 1913, respigámos termos que têm a sua origem em Guimarães:


Cerilhoto, (lhô) m. Prov. Minh. Diminuta porção de excrementos sólidos humanos, recentemente expelidos. (Colhido em Guimarães)

Companhom, m. Ant. O mesmo que companheiro: "emprazamos a vos Esteuam Annes comigo, nosso companhom." Mss. de 1531, no arquivo da Colegiada de Guimarães. (Fr. compagnon)

Guimarães, cidade do Minho. Há mais duas formas: Guimaraens, usada por Camilo e outros, e Guimarais, usada por alguns escritores partidários da simplificação ortográfica.

Ladripo, m. Prov. Minh. Aquele que ladripa. (Colhido em Guimarães) [ladripar é sinónimo de furtar]

Mingar, v. i. Pop. O mesmo que minguar: "…Duas fontes, uma das quais não cresce nem minga." Rev. de Guimarães, vol. XV, 160.

Pedida, f. Ant. O mesmo que pedido: «saluo a pedida do Papa ou a pedida noua dElRey». Documento de 1351. Cf. Revista de Guimarães, XXXIII, 17.

Pescadeira, f. Ant. Mulher, que vende pescada; peixeira. Cp. Livro dos Acórdãos, da Câmara de Guimarães, (1692) (De pescadeiro)

Rebaixe, m. O mesmo que rebaixo. Escavação longitudinal. Cf. Rev. de Guimarães, XV, 160.

Recintar, v. t. Prov. Minh. Recintar o avental, levantar-lhe as pontas e segurá-las na cinta. (Colhido em Guimarães) (De re…+cinta)

Samagaio, m. Prov. Minh. Pão, usado nas festas de baptizado, em Guimarães, e que, no dia do baptismo, a madrinha do neófito deve dar a quem o peça.

Vimaranense, adj. relativo a Guimarães. M. Habitante de Guimarães. (Do b. lat. Vimaranum, n. p.)

Comentários