15 de janeiro de 2011

A implantação República nos jornais de Guimarães (7)


Do Independente, de 15 de Outubro de 1910


Manifesto

O snr. Dr. Eduardo de Almeida, distinto administrador do concelho, fez distribuir há dias profusamente nesta cidade o seguinte manifesto:


AO POVO DE GUIMARÃES

"Causou intensa e profunda comoção a maneira leal o tão correcta como este povo, cujas excelentes qualidades do trabalho são bem características e que, não obstante, durante longos anos foram quase desprezados pelos governos monárquicos — porque atendiam os interesses particulares e não os interesses gerais —, o povo de Guimarães, que sempre se mostrou dedicado até o sacrifício e paciente até ao grau extrema da resignação, acolheu a ideia que um movimento verdadeiramente heróico tornou um facto; o renascimento da Pátria portuguesa com a implantação vitoriosa da República.

Não pode esquecer nunca que todo o regimento de infantaria 20 merece a maia cordial admiração e o nosso mais entusiástico respeito pelo nobre procedimento que adoptou no transe difícil que atravessamos.

O povo do Guimarães, que o próprio amor à nossa querida terra poderia lentamente inutilizar na apatia por um excesso de abnegação, compreendeu que o sangue, o generoso sangue derramado em Lisboa, vinha afinal libertar-nos dum passado tão perniciosamente angustioso e nos dava a garantia do futuro no progresso e no levantamento da Pátria.

É agora, porém, indispensável que todos se compenetrem de que um dos primeiros deveres de todo o cidadão republicano está na manutenção da ordem — sem ordem não pode haver progresso; é necessário que se restabeleça já a normalidade para que todos possam trabalhar.

— O administrador do concelho, Eduardo de Almeida.

 
Jardim do Toural

A banda regimental executa amanhã, se o tempo o permitir o seguinte programa:

(...)

A Portuguesa — A. Keil.
Partilhar:

0 comentários: