16 de novembro de 2010

Futebol e vizinhança – a rivalidade Guimarães-Braga dentro e fora de campo (4)

No bissemanário O Comércio de Guimarães de dia 17 de Junho de 1932, volta-se a falar dos incidentes o jogo Vitória-Braga do dia 12 desse mês, a propósito de notícias saídas na imprensa de Braga, onde se dizia que as agressões a que foram sujeitos os jogadores vimaranenses resultariam de actos de auto-flagelação…

Ainda o "Vitória" em Braga

Nos meios desportistas vimaranenses têm continuado os comentários acres à maneira insólita como no domingo transacto foram tratados em Braga os nossos futebolistas.

Revoltaram-nos os comentários feitor par alguma imprensa bracarense, que chegou a insinuar que as pedradas foram atiradas pelos próprios vimaranenses!... Tenho assistido a alguns desaires sofridos pelo grupo local, e nunca vi que fossem incorrectos nem malcriados. Muito menos o seriam, na ocasião em que estavam senhores do campo e vencedores.

Que procurem atenuar o mau efeito produzido, tolera-se; mas que se ofenda, deturpando, não e não!

Como já dissemos, não assistimos ao desafio, mas por informações que reputamos fidedignas, e por conhecermos a correcção dos nossos jogadores, não duvidamos em afirmar que eles, ganhando ou perdendo, saberão sempre ocupar, com dignidade e brio, o seu lugar!

(Texto de Francisco Formiga, na secção "Guimarães Desportivo", em O Comércio de Guimarães, n.º 4577, de 17 de Junho de 1932).

[continua]
Partilhar:

0 comentários: