29 de março de 2008

Vimaranenses: Agostinho Barbosa (2)

Deixámos já biografado este nosso ilustre patrício, nascido a 17 do Setembro de 1590, no número 3 do nosso jornal, para onde enviámos os leitores. Dá-nos porém ocasião a falar dele a menção, que devemos aqui fazer de uma obra, que posteriormente se descobriu manuscrita, e que tem o grande mérito de ser escrita, como supomos, pelo próprio punho do insigne bispo, quando estudante em Coimbra e desconhecida de todos os bibliógrafos.

Foi esta obra oferecida em Dezembro de 1883 à Sociedade Martins Sarmento pelo Exmo. Francisco Ribeiro Martins da Costa e pode ser examinada na Biblioteca.

É livro em quarto e tem 74 folhas, exclusive o index que ocupa duas e uma poesia latina dedicada à protagonista da obra, que ocupa outras duas.

Ao Index segue-se o rosto que diz: Vida, Morte, e Milagres da Mui Ilustre e Santa Matrona Margarida de Chaves. Conimbricae. Segue-se no verso o sub-rosto que diz: “Esta é a suma da vida milagres da ilustre e Santa Matrona Margarida de Chaves que tirei recupiladamente de uns cartapácios que me emprestou o P. Gonçalo Correia de Sousa filho da dita santa andando na Universidade de Coimbra em Dezembro de 1610. Agostinho Barbosa.

O título dá uma ideia geral da obra, a biografia de Margarida de Chaves, natural da ilha de S. Miguel, falecida com fama de santidade e para a beatificação da qual se empregaram diversos trabalhos como do mesmo livro consta.

[João Gomes de Oliveira Guimarães, in O Espectador, n.º 46, Guimarães, 18 de Setembro de 1884]

Partilhar:

0 comentários: