Avançar para o conteúdo principal

... que nasceu na Vila de Guimarães a 25 de Julho do ano 1109


D. Afonso Henriques. Escultura em mármore de Guimarães, de João Cutileiro (pormenor). Guimarães, Porta da Vila. Séc XXI (2001).
Fotografia de Eduardo Brito para a Exposição "Os rostos de Afonso Henriques" (SMS/2009
De el-Rei D. Afonso Henriques
Corria o duodécimo século da Redenção do Mundo, quando deu princípio à Monarquia Portuguesa o grande coração , e incomparável valor de el-Rei D. Afonso Henriques, que nasceu na Vila de Guimarães a 25 de Julho do ano 1109. Em vida da Rainha sua mãe não teve mais título, que o de Infante; por sua morte usou do de Príncipe. Entrou a governar a 24 de Junho do ano de 1128, e no de 11399. foi aclamado Rei a 25 de Julho (dia em que a Igreja celebra a festa do Apóstolo Santiago, insigne Patrão de Espanha) na famosa vitória do Campo de Ourique, em que triunfou do formidável poder Mauritano, e em que ficaram vencidos cinco Reis, a que acompanhavam muitos Príncipes poderosos , fabricando naquele memorável dia o ceptro Português, e figurando a sua perpetuidade na prodigioia visão de Cristo Senhor Nosso, como o mesmo Rei testemunhou no juramento, que deu na presença da sua Corte, treze anos depois de passada a dita visão.

António Caetano de Sousa, Historia genealogica da casa real Portugueza desde a sua origem até o presente, com as Familias illustres, que procedem dos Reys e dos Serenissimos Duques de Bragança... , Of. de Joseph Antonio da Sylva, 1735, pp. 51-52

Comentários

Anónimo disse…
É triste como uma pessoa como o senhor, se é pessoa mesmo, continue a bater no ceguinho, quando a data de nascimento de D. Afonso Henriques foi em 1111, e não em 1109, como diz ter tanta certeza, pois mostre as evidencias e provas documentais que provem o contrario, caso não faça isso, a tradição é que perdura. Você falso, tantos anos numa instituição como a sociedade Martins Sarmento e muito pouco fez para defender a verdade, é um obstinado e um falhado.
Confesso que as pedras atiradas por quem atira pedras e se esconde atrás do muro não me magoam, antes me enojam. No entanto, respondo-lhe: façamos a coisa ao contrário. Mostre-me V. Exa, caro anónimo, evidências e provas documentais de que Afonso Henriques nasceu em 1111. Se o V. Exa. retirasse os óculos que lhe não iluminam a estupidez, já teria percebido que eu nunca defendi, como verdade absoluta, que Afonso Henriques tenha nascido em 1109 ou noutra data qualquer. À falta de quem em demonstre o contrário, perfilho, que o mais provável é que tenha nascido naquele ano e não me darei ao trabalho de lhe explicar porquê, porque já o expliquei muitas vezes e porque acho que seria perder tempo.
Anónimo disse…
Tenho pena que pense assim, as pedras que fala foram aquelas que hoje lhe caem em cima, por ter gerido a SMS tão mal, que agora são precisas muitas pedras para tapar o buraco que o senhor abriu. Eu não tenho de provar nada, pois a tradição já se encarregou de tratar disso e o tempo o dirá. Se tem dúvidas leia o livro um Rei polémico 1º e o 2º e ficará mais que esclarecido.
Foi sempre muito esclarecedor ouvir falar quem não sabe do que fala, especialmente misturando alhos com bugalhos. Ao ataque pessoal, não responderei, até porque não gosto de conversa com quem não olha nos olhos. Quanto à leitura que me recomenda, passo. Se quiser aprender alguma coisa acerca do que se sabe e do que se não sabe sobre o assunto em questão, apareça, que eu não cobro explicações.