Avançar para o conteúdo principal

As Poesias de António Lobo de Carvalho (54)

Ao Talaia acutilando o cavalo, por lhe fugir o boi antes de tempo.




Levantaste extra-tempus da catana
Com tal brio, Jan-Dias, tal faceira,
Que o boi foi logo ter dentro à trincheira,
Antes que tu lhe fosses à pavana:

Frustrou-se o golpe, o andando a durindana
Já nos ares coberta de poeira,
Só teu filho escapou da viradeira;
Não tinha de morrer esta semana!

Olá se foi! mas como estás na posse
Sobre o gado vacum a quem assustas,
Do ferro lhe brandir, que lhe faz tosse;

Para enfim renovar antigas justas,
Tu sempre havias dar fosso em quem fosse,
Foi o cavalo quem pagou as custas!

Comentários