24 de fevereiro de 2013

27 de Maio de 1923: Vitória SC 7 - SC Braga 1



Os jogos de futebol entre o Vitória Sport Clube e o Sporting Clube de Braga têm uma longa história, marcada por uma intensa rivalidade que é muito mais antiga do que o futebol. No primeiro jogo entre as duas equipas, que terá acontecido em Braga no dia 22 de Abril de 1923, o resultado ficou com os mesmos números do último, que aconteceu no dia 23 de Fevereiro de 2013: SCB 3 –  VSC 2.
Aqueles eram tempos em que o Vitória, que era um dos clubes que há altura praticavam futebol em Guimarães, não participava em qualquer campeonato regular, e os jogos iam acontecendo de modo mais ou menos esporádico. A história do segundo confronto entre o Vitória e o Braga é curiosa. O Comércio de Guimarães anunciara que, no dia 27 de Maio daquele ano, o Grupo Excursionista do Boavista Foot-ball Club, do Porto, se deslocaria, em passeio, a Guimarães, aproveitando o ensejo para realizar, no Campo da Atouguia, um jogo com o Vitória. Todavia, aquela visita não se chegou a realizar, mas, mesmo assim, houve jogo na Atouguia, tendo os boavisteiros sido substituídos pelo "onze vermelho" do Sporting Club de Braga. Os vimaranenses saíram-se galhardamente e venceram com uma goleada que ficou para a história: 7-1.
Pelo Vitória, jogou a seguinte equipa:
Mário, Pimentel, Pontes, Evaristo, António Mendes, Pereira, Artur Mendes, Adriano Mendes (cap.), Mendes Martins, Belmiro e Costa.
Segundo O Comércio de Guimarães, os pretos e brancos que, desde o princípio do jogo dominaram sempre os de vermelho, deram-nos alguns momentos de regular association, notando-se bem a sua superioridade. Segundo o jornal Ecos de Guimarães, Artur foi, sem dúvida, o melhor da tarde.
Por aquela altura, quando o futebol ainda dava os primeiros passos em Guimarães, já havia queixas quanto ao comportamento do público. O jornal vimaranense A Razão, registaria o lamento quanto ao comportamento dos adeptos vimaranenses, notando que a assistência, mais uma vez arranjou com que os visitantes levem impressões más a nosso respeito. Todavia, esse comportamento não estragou a festa, como notam os Ecos de Guimarães: quem não assistiu a este “match perdeu a oportunidade de passar uma tarde agradável.

Aqui fica o relato do jogo do Ecos de Guimarães, escrito por alguém que assinava com o pseudónimo Goal:

Foot-ball

No desafio realizado no domingo entre o onze Vermelho do Sporting de Braga e as primeiras categorias do Vitória Sport Club, venceu o Vitória por 7 a 1.
A linha do Vitória apresentou-se em campo assim constituída: Mário;Pimentel e Pontes; António, Evaristo e Pereira: Costa, Belmiro, Artur, Adriano e Mendes Martins.
O onze Vermelho compunha-se dos seguintes: Crisântemo, Romão e Pereira; Morais, Manuel e Silva; Américo, Zeca, Neca Daniel e J. Silva.
O árbitro, sr. Macedo, apita às 15:13 para dar começo no jogo.
O Vitória sai e executa uma rápida avançada que os “backs” do onze vermelho inutilizam.
Evaristo, que joga a “half-back” centro, apodera-se da bola e avança para o campo adversário passando a bola a Artur que marca o 1“goal” às 15:20.
O jogo começa a desenrolar-se no campo do onze vermelho obrigando as defesas a empregarem-se a fundo, devido aos sucessivos ataques dos adversários.
Os Vermelhos começam a scr dominados pelos do Vitória.
Belmiro, numa linda avançada, passa a bola a Adriano que marca o 2.º “goal” às 15:43, terminando assim a primeira parte com dois “goals” a favor do Vitória.
No se segundo tempo o Vitória joga com vento e sol a favor.
Os Vermelhos são cada vez mais carregados pelos adversários.
Artur que é “forward centro, consegue após uma passagem de António marcar o 3.º “goal” às 16:9.
Depois de dois minutos de jogo Artur marca o 4.º “goal” (16:11)
Os Vermelhos esforçam-se para furar as redes do Vitória.
Américo, ponta direita dos Vermelhos, aproveita uma aberta na área ao “goal” conseguindo enfiar a bola nas redes de Mário, pela primeira e última vez, às 16:14.
O jogo mostra fases interessantes e de verdadeira association.
Mário teve boas defesa.
Os Jogadores do Vitória portam-se admiravelmente.
Artur, aproveitando um passagem de Adriano, marca o 5.° “goal” às 16:30.
Bola ao centro. Sai o onze vermelho que faz uma avançada que os “backs” do Vitória inutilizam.
Artur, depois de algumas passagens entre os seus colegas, apodera-se da bola, marcando o 6.° “goal” às 16:40.
A assistência coroa de palmas o esforço empregado por Artur, para que o seu grupo saia vitorioso.
Agora o jogo desenrola-se ao meio do campo havendo descidas até aos “backs” de ambos os grupos.
São passados alguns minutos e Mendes Martins passa a bola a Adriano que marca o 7.º e último “goal” às 17 horas.
Artur foi, sem dúvida, o melhor da tarde.
Dos Vermelhos distinguiram-se: Romão, Neca, Pereira e Américo.
Quem não assistiu a este “match não podia passar uma tarde agradável.
*
A fim de convidar o Vitória Sport-Club desta cidade a jogar com Sport-Vista Alegre Club, de Ílhavo esteve entre nós o nosso prezado amigo snr. Augusto Serra e Costa.
Goal
Ecos de Guimarães, 3 de Junho de 1823
Partilhar:

0 comentários: