Imprensa vimaranense (11)


(clicar para ampliar)
Surgido em 1871, O Berço da Monarquia parece suceder ao A Sentinela, uma vez que tinha o mesmo proprietário, Augusto dos Santos Guimarães, que também era o detentor da tipografia onde era composto e impresso. Em 1872, o jornal passou a ter um formato um pouco maior do que o anterior, aparecendo, como administrador, Jacinto de Sousa Alves, e o jornal era feito na Tipografia de O Berço da Monarquia. A redacção manteve-se na mesma morada, na rua de D. João I. Publicava-se às quartas-feiras e aos sábados. Terá desaparecido ainda na primeira metade do ano de 1872. O escritor vimaranense Miguel Mascarenhas assinou alguns textos curiosos, que se publicaram na secção “Folhetim” deste jornal. Aparentemente, este jornal nada tem a ver com o que foi publicado com o mesmo título no final da década de 1850.

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.