28 de setembro de 2011

Os Passos da Paixão de Guimarães (conclusão)


O antigo Passo dos Laranjais,
segundo Guilherme Camarinha
(clicar para ampliar)

O antigo Passo da Porta da Vila,
segundo Guilherme Camarinha
(clicar para ampliar

Os Passos da Paixão de Guimarães são um conjunto de oratórios erigidos pela Irmandade da Consolação e Santos Passos no segundo quartel do século XVIII. Representavam, através de conjuntos de esculturas polícromas de madeira em tamanho natural, sete das estações da Via-sacra da Paixão de Cristo. Por força das alterações que as ruas e as praças da cidade foram sofrendo nos séculos XIX e XX, apenas uma destas capelas se encontra actualmente no seu sítio original. As esculturas que as preenchem foram também muito mexidas ao longo do tempo.


Em finais de 1993, o conjunto da Igreja e oratórios dos Santos Passos de Nossa Senhora da Consolação foi objecto de classificação como Imóvel de Interesse Público. Esta classificação apenas abrange, além da igreja, os quatro Passos que àquela data estavam de pé (Senhora da Guia, Campo da Feira, Rua de Santa Maria e Carmo), excluindo o do Largo da Misericórdia, que seria reconstruído no ano seguinte ao da classificação.


Continuam a faltar os dois Passos desmontados em meados do século XX (o dos Laranjais e o da Porta da Vila, que ultimamente esteve encostado à torre da igreja de S. Dâmaso).
Partilhar:

0 comentários: