7 de maio de 2011

O Toural em imagens (10)

 
  
Nas fotografias acima, datadas do tempo que decorre entre 1911 e 1928, observa-se o crescimento das árvores que a República colocou no Toural.
(clicar nas imagens para ampliar)

Um dos assuntos de discussão relacionados com o Toural que mais paixão tem gerado é o das árvores (ou da falta delas) do jardim. Inicialmente o Toural era um campo ou um terreiro, sem jardim, nem árvores. Em 1859, foi decidido plantar aí árvores de recreio. Foram derrubadas em 1874, para se implantar o jardim público. Ouviram-se então acusações de que teria sido perpetrado um arboricídio. Em 1878, foram novamente plantadas árvores, de diferentes espécies, que se foram buscar ao Porto (tal como o desenho do jardim). No espaço do jardim, de planta rectangular, o arvoredo passou a dominar. O desmantelamento do jardim fechado, em 1911, levou à retirada das árvores. O jardim passou a ter novo desenho, com quatro canteiros, onde foram plantadas novas árvores e palmeiras, que tardaram a crescer. Em 1929, circulou um abaixo assinado de moradores que pediam a remoção ou corte das árvores que circundam a mesma Praça, visto que da péssima educação e irregularidade delas resulta uma má impressão e prejudica a estética e natural beleza da praça, que é digna de ser amplamente vista e admirada por todos. A Câmara acedeu e o jardim ficou, de novo, sem revestimento arbóreo. Mas a história não acaba aqui...
Partilhar:

0 comentários: