A guerra na rádio.


Anúncio publicado no O Comércio de Guimarães de 4 de Dezembro de 1942.
Anúncio publicado no Notícias de Guimarães de 6 de Dezembro de 1942.
Há 75 anos, a II Guerra Mundial não dava mostras de afrouxar. Por aqueles primeiros dias de Dezembro de 1942, o destino da Europa travava-se na longa e brutal Batalha de Estalinegrado. Mas também se travava no éter. Notícias da guerra e propaganda dos beligerantes chegavam a Portugal através emissões de rádio em onda curta, da BBC de Londres e da Rádio Berlim, que tinham emissões em língua portuguesa e se faziam anunciar nos jornais, inclusive nos que se publicavam localmente. Os dois recortes que aqui se publicam ilustram esta competição, também pelejada em Guimarães entre rádios de potências em guerra. Ao da Rádio Berlim, publicado no O Comércio de Guimarães, respondia o anúncio da BBC, que saía nas páginas do Notícias de Guimarães.

2 comentários:

Joaquim de Freitas disse...

Muito interessante Caro Senhor Amaro das Neves. Eu ouvia ainda Radio Moscovo, escondido debaixo da cama, com um amigo, o Artur Relojoeiro, de Sao Dâmaso..., num radio a galena que ele confeccionou...Sempre com receio que a PIDE batesse à porta..

Os Nazis tinham dois aliados conhecidos em Guimarães: Um era recoveiro e mostrava numa vitrina da rua de Santo Antonio, as "vitorias" da Whermacht (ms nao as derrotas"!!! O outro, morava là para cima perto do Castelo, mas nao escrevo o seu nome porque nao tenho o direito. Andou aos tiros v=com um amigo meu no dia da morte do Hitler no bunker de Berlim...

Antonio Amaro das Neves disse...

A Rádio Moscovo não publicava anúncios nos jornais portugueses, bem se percebe porquê...

Esses são tempos com muitas histórias ainda por contar, porque os que as viveram as não contaram. Já ouvi falar da Rádio Moscovo (e depois também da Rádio Portugal Livre, que emitia de Argel), escutadas em segredo, com um copo de água colocado em cima do receptor para bloquear (supostos?) aparelhos de que a PIDE dispunha para poder detectar quem estivesse a ouvir rádios proibidas.

Com tecnologia do Blogger.